Nova presidenta do TRE-RJ quer barrar influência do tráfico e das milícias nas eleições

(Nacional - Agência Brasil)


Rio de Janeiro – A nova presidenta do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), desembargadora Letícia Sardas, anunciou hoje (31), na cerimônia de posse, que o seu alvo principal este ano será o combate direto ao poder exercido por traficantes e milicianos em determinadas regiões da cidade, que acabam se transformando em verdadeiros currais eleitorais.

Primeira mulher a comandar o TRE fluminense, Letícia Sardas determinou a criação de uma assessoria especial no âmbito do tribunal com a missão de levantar informações e mapear quais as áreas que ainda permanecem sob controle de grupos criminosos.

"Nós temos áreas com um Estado paralelo, com a milícia tomando conta e querendo fazer os seus candidatos. Nesses locais, só os escolhidos entram [para fazer campanha]. É um problema que precisa ser mapeado e tratado com antecedência. Não pode ser tratado em cima das eleições", disse a desembargadora.

A presidenta do TRE também destacou que outra frente de batalha de sua gestão será o combate aos chamados centros sociais, estruturas montadas em comunidades pobres com fins políticos, que oferecem serviços como corte de cabelo, fotografia para documentos, dentista e até consulta médica, em troca de votos em época de eleição.

"Nós detectamos que os centros sociais vêm violando as normas do Código Eleitoral com diversas práticas de crime. Isso é fácil de entender, porque nós temos uma população pobre e carente. E no momento em que esses centros oferecem serviços, evidentemente estamos permitindo que eles sejam veículos de compra de votos."

Letícia Sardas foi empossada pelo antecessor, desembargador Luiz Zveiter, que foi presidente do tribunal na última eleição, quando deu ênfase ao combate às milícias e à propaganda irregular. Entre as principais medidas tomadas em sua gestão, ele destacou a criação do Centro de Comando e Controle do TRE, uma sala com monitores de vídeo que exibiam imagens em tempo real das principais áreas da cidade.

Zveiter disse que a Lei da Ficha Limpa será cada vez mais eficaz, barrando candidatos com problemas na Justiça. "Foi um balanço positivo e tenho certeza que a desembargadora Letícia, pela competência e qualidade de sua atuação, vai dinamizar o que foi iniciado e fazer um brilhante trabalho", frisou. 

Nenhum comentário