Presidenta inaugura Estádio Nacional Mane Garrincha, em Brasília

(Copa 2014 - Agência Brasil)


Brasília – O Estádio Nacional Mané Garrincha foi inaugurado hoje (18) pela presidenta Dilma Rousseff, com um pontapé inicial. Um dos estádios sedes da Copa das Confederações, que acontecerá em junho, e da Copa do Mundo de 2014, a inauguração trouxe grande expectativa dos operários envolvidos na obra. 

Joamar Cunha Cabral, 34 anos, pintor por profissão, não escondeu a ansiedade de poder assistir, na tarde de hoje, a final do Candangão, o campeonato de futebol do Distrito Federal. "Estou doido para ver a inauguração, sou flamenguista mas, em Brasília, torço pelo Brasiliense", que disputará com o Brasília a final do Candangão. 

O Mané Garrincha foi inaugurado com obras ainda por terminar, como o local de estacionamento e a área externa. 

O jogo de estreia ocorre com 97% das obras concluídas e com 30% da capacidade de público. Segundo o Comitê Organizador Local da Copa, o percentual é definido pela Federação Internacional de Futebol (Fifa). No jogo desta tarde apenas 22 mil lugares serão ocupados dos 71 mil de capacidade. Os operários e convidados para assistir a partida ocuparão a ala inferior do estádio. 

Os trabalhadores ainda pela manhã limpavam as cadeiras de pelo menos duas alas. "Esses dois setores ainda recebem retoques. Como pode ver, não podemos lavar o chão nem varrer senão suja tudo de novo por causa da poeira e do cimento", mostrou a responsável pelos funcionários Luciana Fróes. 

Ainda assim, ela destacou que a parte interna está praticamente pronta e essa limpeza de última hora é apenas para a final do campeonato brasiliense da tarde de hoje. 

O jogo desta tarde servirá de teste para os funcionários que vão trabalhar na Copa das Confederações e na Copa do Mundo, especialmente os policiais que farão a segurança dentro e no entorno do estádio. Pela manhã, foi intenso o movimento dos militares e de helicópteros no Mané Garrincha. Toda a operação segue os padrões determinados pela Fifa. 

Nenhum comentário