Presidente da Câmara reitera que laudo do HUB não influenciará decisão sobre aposentadoria de Genoino

Política







Presidente da Câmara reitera que laudo do HUB não influenciará decisão sobre aposentadoria de Genoino

http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-27/presidente-da-camara-reitera-que-laudo-do-hub-nao-influenciara-decisao-sobre-aposentadoria-de-genoino

Nov 27th 2013, 11:46



Carolina Gonçalves



Repórter da Agência Brasil

Brasília - O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), reiterou há pouco que a decisão sobre a aposentadoria do deputado José Genoino (PT-SP) não sofrerá qualquer influência da análise médica feita pelo Hospital Universitário de Brasília, a pedido do Supremo Tribunal Federal (STF). Os médicos descartaram a gravidade do estado de saúde do parlamentar.

O laudo da perícia médica feita por profissionais da Câmara deve ser entregue hoje (27) à Mesa Diretora e indicará se o parlamentar tem condições de continuar exercendo a função ou deve ser aposentado por invalidez.

"O laudo que saiu ontem [26] foi no tocante à prisão dele. O nosso é para efeito de torná-lo inválido para o exercício da profissão. São dois focos diferentes e o nosso tem mais profundidade e tem mais gravidade", destacou o presidente da Câmara. "Vamos aguardar a manifestação que dirá o resultado, o procedimento e as razões. É decisão grave considerar uma pessoa inválida. Tem que ter muita responsabilidade", completou.

Genoino está preso desde o dia 15 de novembro, quando foi condenado pelo STF no caso mensalão. O ex-presidente do PT passou mal e foi internado no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal com suspeita de infarto. O parlamentar cumpre agora prisão domiciliar e aguarda o resultado do pedido de aposentadoria por invalidez.

Na Câmara, a Mesa Diretora mantém os passos regimentais para instaurar o processo de cassação do parlamentar, independentemente do pedido de aposentadoria. O PT pediu vista do processo que pode suspender o mandato de Genoino, obrigando a Casa a aguardar o período de duas sessões para retomar o procedimento.

A primeira sessão ocorreu ontem (26), e o prazo será cumprido se hoje os deputados mantiverem a sessão ordinária deliberativa, mas há o temor de que não ocorra votação, o que pode adiar a decisão sobre a cassação para a próxima semana.

Edição: Talita Cavalcante

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil







You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com



If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:

https://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv

Nenhum comentário

As matérias apresentadas abaixo são fornecidas por DINO - Divulgador de Notícias.