Óleo de Soja Leve não transgênico some das prateleiras e Óleo Sinhá agora é transgênico

#Alimentos #Consumo #Ecologia


Passados aproximadamente um ano e cinco meses de nossa matéria a respeito da chegada do óleo de soja Leve transgênico, percebemos o fim da linha livre de transgênico, que não chega mais as gondolas dos grandes supermercados e dos pequenos mercados há mais de seis meses.

Ao notar a chegada da nova embalagem do óleo Leve transgênico e o sumiço da linha anterior, fizemos uma pesquisa junto as redes supermercadistas, e recebemos a informação de que o produto livre de transgênico não mais está disponível para comercialização no mercado brasileiro, ainda que exista procura, devido a aceitação do novo produto e seu menor custo de produção.

A Imcopa não honrou seu compromisso com o consumidor brasileiro, o que é lamentável, pois a marca cresceu e se fortaleceu no mercado nacional através do compromisso em trazer um produto diferenciado e mais natural.


Óleo de Soja Sinhá, que era a opção, agora também é transgênico

Ampliando nossa pesquisa, também detectamos que a Caramuru Alimentos, fabricante do óleo de Soja Sinhá passou a adotar soja transgênica em sua produção, deixando de ser mais uma opção para quem deseja reduzir ou eliminar o consumo de transgênicos.

Ao final, nenhuma grande fabricante de oleaginosas de soja fabrica alguma opção livre de transgênicos para venda no mercado nacional, o que é uma vergonha e uma lástima a toda indústria brasileira, que desrespeita o direito de seu consumidor.


Ainda existe uma opção

Aproveitando o vácuo deixado pelas grandes marcas, a fabricante de produtos naturais e orgânicos Korin passou a disponibilizar em sua linha, uma opção para os que não desejam consumir produtos transgênicos. Trata-se do novo Óleo de Soja Orgânico Korin, que não só é livre de transgênicos, como também é feito com soja livre de agrotóxicos, tornando o produto mais puro e mais natural. Conta com o selo da Orgânico Brasil atestando sua qualidade.

Infelizmente o produto não tem um preço tão acessível como tinha a linha Leve, bem como sua disponibilidade é bastante limitada.

Ao menos ainda temos a quem correr, e percebemos que pequenas empresas sabem encontrar uma oportunidade de negócio e valorizam mais seu consumidor que algumas grandes indústrias.


Matéria: Dimithri Vargas
Imagens: internet
 

Nenhum comentário