Manifestantes de esquerda vestirão verde e amarelo para vandalizar o país

O objetivo é confundir as autoridades civis sobre a autoria dos crimes de baderna, arruaça e vandalismo.


Ativistas de esquerda, alguns artistas e músicos decadentes (que diante da repercussão negativa, removeram suas publicações), membros de partidos políticos e outros expoentes conclamam que seus manifestantes, autodenominados "Antifas", façam novos protestos e atos de vandalismo utilizando as cores verde e amarelo, tradicional uniforme dos movimentos de direita pelo país.

O objetivo desta ação é se camuflar e se misturar aos movimentos pacíficos de direita, promovendo agressões, vandalismo e depredação, atribuindo a culpa aos manifestantes pela democracia e liberdade, como forma de cercear os movimentos pró-governo, e confundir as autoridades civis e a população sobre a real autoria dos atentados.

Como tal situação repercutiu negativamente, alegaram que o Presidente da República é que busca o conflito e a violência generalizada, apagaram seus twittes e conclamaram a militância a denunciar aqueles que os delataram.

Já sobre as intenções de manifestantes, em vários grupos no Facebook, como o "Anonymous contra o Bolsonaro", vemos a continuidade e disseminação dessas idéias nefastas


Veja alguns comentários no Twitter e grupos de Facebook





Rostos e nomes foram desfocados, em cumprimento com a legislação.

Matéria: Redação Ouni

Nenhum comentário