MAXX Entrevista: Nanda Lisiêux

(MAXX Notícias)


Há cerca de cinco meses, Nanda Lisiêux concedeu uma entrevista á Dimithri Vargas (sem perceber, em uma conversa informal), a respeito do relançamento da web rádio Ritmo Brasil e suas propostas.


Leia na íntegra:

Dimithri Vargas: Quando você idealizou a nova Ritmo Brasil, tinha ciência que o projeto iria avançar tão rapidamente?

Nanda Lisiêux: Eu sempre quis ter uma rádio web de qualidade e que as pessoas parassem pra ouvir por pura identificação e não porque fomos pegar pelo braço através de redes sociais ou qualquer outra forma publicitária. Tanto é que nesse ponto não somos agressivos. Não perdemos tempo olhando para o muro do vizinho, somos focados em nossos objetivos e valores. Tanto que esse nosso silêncio deixa muita gente louca e sem entender para onde estamos mirando e qual será o nosso próximo passo.

Dimithri Vargas: Achei interessante o foco gerencial, critérios e valores calaramente estabelecidos e ao que me parece todos os que compõem a estrutura principal e todos os parceiros partilham dos mesmos critérios. Você acreditou que iria arregimentar tamanho time de colaboradores formais e informais de forma tão concisa?

Nanda Lisiêux: Aos colaboradores, equipe e quem nos apoia de longe ou de perto, sabem ou com o tempo percebem a forma que atuamos. Mas, realmente quando se acredita positivamente no potencial de quem nos cerca, realmente só nos leva a crer que vai dá certo.

Dimithri Vargas: O indice de expansão da Ritmo Brasil tem sido surpreendente. Eu mesmo chego a ouvi-la por mais de oito horas, em um só dia. Mas num país, onde existem inúmeras webrádios, muitas destas altamente conceituadas, em nenhum momento te fez pensar o porque de criar um projeto tão ousado, em meio a tantos?
Teve receio de não dar certo, uma vez que o projeto é voltado a identificação plena do ouvinte, uma vez que você pontua que não há agressividade em utilizar-se de redes sociais como escala para o sucesso, que normalmente é o caminho utilizado pela maioria dos iniciantes?

Nanda Lisiêux: Quem tem medo não cresce! Ousadia é carro chefe da Ritmo. Rádio é uma eterna máquina de teste, só vai saber se tal estratégia vai emplacar se botar no ar e sentir a pressão na prática. Sempre soubemos desse risco de estar no meio de grandes rádios web, assim como rádios FM que tem migrado sua estrutura para a internet, porém o que a Ritmo não faz é rotular aquilo que se deve ouvir. Nós trazemos novos conceitos, como se fosse uma degustação de um vinho. Só vai saber se realmente é bom, se provar. É pura questão de identificação. O ouvinte para, ouve, experimenta e vê se está dentro de seu perfil. Montamos uma rádio agradável, pensando que o nosso público está em todo lugar, por isso a Ritmo é uma rádio inserida na era móvel, onde divide desde os aparelhos celulares, até o meio tradicional de ouvi-la, no caso os computadores. Tivemos que pensar no que exatamente essas pessoas estariam fazendo enquanto ouvem a Ritmo. Elas tão conectadas em seus 3Gs? Planos de dados do celular? No trabalho, enfrentando aquela rotina diária, trabalho, dia-a-dia, stress? Ou estão em casa, sei lá, lavando a louça, deitados ou até mesmo sem fazer nada na internet. Por isso optamos por estilos musicais que se encaixam em todos esses momentos. Foi preciso ousar e conhecer bem o público e acima de tudo defini-lo para que a Ritmo fosse dando certo e se tornasse realmente atrativa.

Dimithri Vargas: Você citou o fato das rádios FM estarem migrando sua estrutura para a internet. Faz parte dos planos da Ritmo Brasil também, com o amadurecimento, passar a fazer parte da FM em cidades onde a mesma se destaca?

Nanda Lisiêux: Não! Rádio web é o futuro do rádio convencional! Se o rádio convencional não acreditasse no poder da rádio web, não estaria ligando webcam em seus estúdios e muito menos agitando promoções nas redes sociais.

Dimithri Vargas: Realmente foi um prazer conversar com você! Um grande abraço e até a próxima!

Nanda Lisiêux: Um grande abraço e não deixe de curtir a rádio Ritmo Brasil.

Nenhum comentário