Polícia Militar retira 12 estudantes que ocupavam prédio da USP

#Nacional


Imagem: R7
Por volta das 6h de hoje (19), a Polícia Militar de São Paulo deu cumprimento a uma ordem de reintegração de posse e retirou 12 estudantes que ocupavam um prédio da Universidade de São Paulo (USP). Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), havia seis homens e seis mulheres no local. Três dessas pessoas, de acordo com a polícia, não eram estudantes.

A ação, de acordo com a secretaria, foi rápida e sem resistência. “Não houve incidentes graves e ninguém saiu ferido”, disse a secretaria, em nota. Os estudantes ocupavam o Prédio G do Conjunto Residencial da USP (Crusp) desde março de 2010. Antes da ocupação,o prédio vinha sendo utilizado como sede administrativa da Coordenadoria de Assistência Social (Coseas).

Todas as pessoas foram levadas ao 14º Distrito Policial, em Pinheiros, na zona oeste da capital. A secretaria informou que todos vão passar por exame de corpo de delito, no Instituto Médico-Legal, para comprovar que estão bem fisicamente.

Por meio das redes sociais, o movimento Moradia Retomada confirmou a ação. “Nós, moradores do Moradia Retomada, estamos, neste momento, presos na 14º DP de Pinheiros. A Moradia Retomada foi invadida pela Tropa de Choque no carnaval, às 5 da manhã. Esta é a folia do Rodas [João Grandino Rodas, reitor da universidade] e do PSDB [partido que governa o estado de São Paulo]!!!”, postou o grupo, no Facebook. O movimento reinvidica o aumento do número de vagas para moradia na USP.

A Polícia Militar informou que vai manter o policiamento no local em apoio à Guarda Universitária.


Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário