Violência em SP é reflexo da ausência de políticas públicas no enfrentamento do crime organizado, diz especialista

(Segundo Caderno: Violência - Arteiras Comunicação)


Os ataques criminosos em São Paulo deixam a população com medo e as autoridades públicas tentam encontrar uma maneira de conter essa onda de violência. Segundo Luiz Godoy, Delegado da Polícia Federal e autor do livro O Crime Organizado e seu Tratamento Jurídico Penal (Campus/Elsevier), uma das características das organizações criminosas é justamente o “poder de intimidação”, que pode ser de ordem política, financeira ou com violência contra a população, para causar um estado de terror na sociedade. Assim, a instabilidade social gera grande insegurança e acaba por gerar descrédito aos órgãos públicos. Os últimos atentados praticados na Grande São Paulo nada mais são do que reflexo da ausência de políticas públicas no enfrentamento da criminalidade organizada.

“Alguns fatores colaboram para o fortalecimento do crime organizado, como a falta de investimento em presídios que possam comportar a crescente massa carcerária, a debilitação dos órgãos de segurança pública na prevenção e repressão a criminalidade urbana, como também o próprio desvio da função de agentes públicos de todas as esferas da administração pública”, cita o especialista.

Nenhum comentário