Dilma telefona para Haddad prestando solidariedade

(Política - Agência Brasil)


Brasília – A presidenta Dilma Rousseff conversou ontem (7) por telefone com o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, prestando solidariedade aos moradores da favela de Heliópolis, na capital paulista, atingida por um incêndio. A Central de Atendimento Permanente e de Emergência registrou 505 desabrigados. As causas do incêndio, ainda desconhecidas, são investigadas por peritos do Instituto de Criminalística.

Em nota, a Presidência da República lamentou o incidente: "A presidenta Dilma Rousseff recebeu com consternação a notícia das mortes e da destruição de moradias por incêndio na favela de Heliópolis, em São Paulo. A presidenta se solidariza com as famílias das vítimas nesse momento de dor". 

Até a noite de ontem, o balanço era 19 feridos, três em estado grave, e três mortos. A prefeitura de São Paulo informou que as secretarias municipais da Assistência Social, Habitação, Segurança Urbana e a Coordenação das Subprefeituras mobilizaram quase 70 profissionais para atender emergencialmente as vítimas do incêndio. 

A Companhia de Engenharia de Tráfego deu apoio à operação do Corpo de Bombeiros, para facilitar o acesso a área e o trabalho de controle das chamas. Não houve qualquer incidente ou registro de ocorrência de trânsito no local. 

Nenhum comentário