Presidentes da Venezuela e da Colômbia se reúnem na próxima segunda-feira

(Internacional - EBC)


Bogotá - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou hoje (18) uma reunião com o colega venezuelano Nicolás Maduro para a próxima segunda-feira (22). O encontro, o primeiro entre os dois, após as eleições presidenciais na Venezuela, em abril – será em Puerto Ayacucho, em território venezuelano, na fronteira entre os dois países. O anúncio da reunião foi feito no fim da tarde, após um encontro de Santos com a presidenta argentina Cristina Kirchner. 

Em três meses, o governo Maduro teve momentos de crise com a Colômbia, especialmente depois da visita de Henrique Capriles, governador do estado venezuelano de Miranda e líder da oposição no país. Santos recebeu Capriles em maio deste ano. Na ocasião, o oposicionista convocou a imprensa e disse que havia procurado a Colômbia para pedir ajuda. Capriles não reconheceu o resultado das eleições de 14 de abril e pediu a sua impugnação no Tribunal Superior de Justiça da Venezuela.

Na época, Maduro disse que não confiava no governo Santos e ameaçou interromper o apoio às negociações de paz entre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o governo colombiano. A Venezuela atua como país mediador na mesa de negociações em Havana, Cuba, e a sua presença é considerada importante para o sucesso das conversas, pois as Farc sempre manifestou ter Hugo Chávez e o governo venezuelano como exemplos do modelo. 

O presidente colombiano comentou, no entanto, que tudo não passou de um "mal-entendido" e que o encontro de segunda-feira deverá "aclarar facilmente" a situação.


Nenhum comentário