IPC-S avança em cinco capitais, divulga FGV

(Agência Brasil)


Rio de Janeiro – O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) se comportou, em cinco capitais brasileiras, como o indicador nacional apresentando acréscimo na taxa da primeira semana de setembro em relação à última semana de agosto. A Fundação Getulio Vargas divulgou hoje (10) que apenas duas capitais tiveram recuo na variação.

Salvador foi a cidade que teve maior acréscimo na taxa, de 0,18 ponto percentual, com destaque para os grupos saúde e cuidados pessoais e alimentação. O IPC-S da capital baiana passou de -0,26% para -0,08%, o menor entre as cidades pesquisadas.

Brasília (+0,15 pp), Belo Horizonte (+0,12 pp) e Recife (+0,07 pp) também tiveram variação maior que a média nacional – 0,05 ponto percentual. Já São Paulo teve crescimento igual ao do país, e apresenta taxa de 0,10%, a segunda menor entre as capitais. Com exceção de Brasília, todas tiveram, entre os principais aumentos, o do grupo alimentação.


As duas capitais em que o IPC-S é mais alto foram as que apresentaram queda no índice: Rio de Janeiro e Porto Alegre. Na capital gaúcha, o IPC-S recuou -0,04 ponto percentual, de 0,56% para 0,52%. No Rio, a retração foi de 0,01 ponto percentual, levando a taxa a 0,40%.

Nenhum comentário