Em busca da liderança nacional, NET passará a se chamar Claro

#Fusões


Após o anúncio do união da Vivo com a GVT, restando a marca Vivo pela Telefônica, a America Movil, detentora de NET, Claro e Embratel começa a preparar sua investida para ampliação de sua participação no mercado nacional, e para isto, deixará de utilizar a sua marca líder em internet e TV por assinatura NET.

Hoje será iniciada a campanha "Gigantes: NET e Claro são uma só empresa",  Com novo site (http://www.netclaro.com.br) e nova comunicação, integrada, a America Movil começou um movimento de fortalecimento de suas operações no Brasil, tentando mostrar que a confiabilidade dos serviços NET poderá ser vista também sob os produtos da marca Claro.

Neste movimento inicial, não somente as marcas passam a se apresentar juntas, como a NET TV, já sob o controle da Claro, passará a adotar a marca Claro Net TV em poucos dias. A outra etapa será a unificação da rede de internet móvel Claro WiFi as redes da #NET-WIFI.


O movimento de integração da NET a Claro será gradual, mas não será lento, como tem sido a participação até o momento, onde através da Combo Multi começaram a dar seus primeiros passos juntas. A Combo Multi passa a se chamar Claro Combo Residencial, como já visto no site da NET, passando apenas a ser uma variante de serviço.

Por final, a última marca que deverá ser integrada será as operações de telefonia fixa e longa distância da Embratel, prevista para acontecer somente após as Olimpíadas. Após a integração dos negócios voltados para pessoa física, gradativamente a marca Claro irá então substituir a Embratel.


Por que da escolha da marca Claro?

Nos últimos anos a América Movil tem realizado com relativo sucesso a integração de suas operações adquiridas na América Latina com a marca Claro, todavia no Brasil, o grupo chegou a ver a marca Claro perder forte participação no segmento de telefonia móvel no Brasil, caindo para o terceiro lugar, passando a ser ameaçada pela brasileira Oi, todavia em uma forte estratégia de ampliação das redes 4G e mudanças nas ofertas disponibilizadas, conseguiu então retomar o segundo lugar. Já a NET não conseguiu deslanchar seu serviço de telefonia fixa e embora tenha apresentado grande crescimento de mercado, em especial no promissor mercado de internet e se manter estável em serviços de TV por assinatura, ante a profunda queda acentuada do mercado como um todo, já não demonstra o mesmo fôlego para continuar, não tendo conseguido atrair clientes para o serviço móvel através do Combo Multi. Por fim, a Claro acabou por diminuir sua perda de mercado em telefonia móvel com a adesão de novos clientes através dos planos internacionais e ilimitados, o que não deixou dúvidas sobre qual a marca que deveria ser adotada.


Mudança de planos


Em 2016, a America Móvil ensaiou movimento contrário, chegando a considerar a substituição pela marca NET, todavia, ao longo da transição, a Claro retomou espaço no mercado brasileiro, e a NET sofreu com a estagnação, o que motivou a virada.


Matéria: Dimithri Vargas
 

Nenhum comentário