Chuva cancela protesto pela diminuição dos salários de parlamentares em São Paulo

(Clima - Agência Brasil)


São Paulo – O protesto pela redução dos salários dos parlamentares conseguiu 20,5 mil adesões na página do evento no Facebook. No entanto, apenas alguns manifestantes foram à Praça da Sé, centro da capital paulista, local onde o ato deveria se concentrar. Com a garoa do início da noite de hoje (24) e o frio de 15 graus Celsius (ºC), mesmo os que vieram acabaram se dispersando. Na rede social algumas pessoas apontaram a chuva e o trânsito como motivos para não ir à manifestação. A cidade chegou a ter 177 quilômetros de ruas congestionadas, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

O fracasso da manifestação de hoje contrastou com o ato convocado para a Praça da Sé, na última terça-feira (18), pelo Movimento Passe Livre (MPL), que no mesmo horário tinha reunido cerca de 10 mil pessoas, segundo a Polícia Militar (PM). A grande mobilização nos protestos contra o reajustes das tarifas do transporte público fez com que a prefeitura e o governo estadual revogassem o aumento. Com isso as passagens de ônibus, trens e metrô voltaram a custar R$ 3. 

O frio e a chuva que atrapalharam a manifestação de hoje devem continuar, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Durante a madrugada, a mínima prevista é 14 ºC, mas a sensação térmica poderá chegar a 2 ºC. Para amanhã (25), a previsão é mais garoa e tempo frio. 

Nenhum comentário