Manifestação fecha via de acesso entre Brasília e Taguatinga

(Trânsito - Agência Brasil)


Brasília - Uma manifestação com cerca de 300 pessoas fechou a EPTG, a principal via de acesso entre o Plano Piloto e Taguatinga, região administrativa de Brasília, por volta das 17 horas, início do horário de pico da estrada. Em acordo com a Polícia Militar, os manifestantes disseram que deixariam a via marginal livre para o trânsito, porém um grupo de cerca de 20 pessoas tentou bloqueá-la. Um rapaz foi detido. 

Os manifestantes saíram do centro de Taguatinga em direção à residência oficial do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz. O movimento, que reuniu principalmente estudantes de ensino médio, começou por volta das 14 h na Praça do Relógio, centro da região administrativa do Distrito Federal. No início do movimento, a polícia fechou o Pistão Sul, uma das principais vias da região, que divide Taguatinga no sentido Norte-Sul. 

De acordo com Davi Silva, comerciante de 23 anos que participou ativamente da manifestação, o movimento não tem nome, mas a grande maioria dos manifestantes pede pelo fim da corrupção. 

Por volta das 16 h, os manifestantes fecharam a EPTG, no sentido Plano Piloto. Chegando à residência oficial do governador, os manifestantes gritaram palavras de ordem, como "Da copa eu abro mão, quero dinheiro pra saúde e educação". Muitos estudantes portavam cartazes pedindo maiores recursos para a saúde e para a educação e contra a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37. 

Para Vinícius Santos, estudante de 16 anos, a aprovação da PEC 37, que retira poderes de investigação do Ministério Público, só aumentaria a impunidade "já instalada no país". 

De acordo com o tenente-coronel César Ferreira, 70 policiais militares acompanharam os protestos. Chegando à residência oficial cerca de 100 policiais, incluindo cavalaria, estavam de prontidão. 

Os manifestantes voltaram para o centro de Taguatinga, onde alguns comerciantes fecharam seus comércios mais cedo temendo a ação de vândalos. 

Nenhum comentário