Sem alarde, Unilever volta as conservas enlatadas e relança icônica maionese dos anos 90

#Mercado


Em um movimento inesperado pelo mercado, a Unilever Brasil, sem qualquer alarde, volta ao mercado de conservas enlatadas, que um dia ela mesma dominou com as marcas Arisco, Beira Alta, e Cica. Desta vez a marca escolhida para o retorno foi a Knorr, tradicional marca de temperos, caldos e sopas da fabricante, que no passado chegou a batizar a antiga linha de atomatados da companhia, vendida no final de 2010 para a americana Cargill.

Para a produção da linha de conservas, composta por Milho, Ervilha, Dueto (Milho com Ervilha) e Grão de Bico, a escolhida foi a francesa Bonduelle, que em 2008 havia adquirido a unidade de vegetais congelados da anglo-holandesa, e estreou fábrica no Brasil em 2010, todavia não atingiu plenamente os volumes esperados de produção para a mesma.


A nova linha de conservas da marca Knorr se diferencia das demais do mercado tanto pela maior qualidade das matérias-primas, quanto pelo teor de sódio reduzido ante a marca líder Quero, pertencente a americana KraftHeinz.


Retorno a francesa

Icônico sucesso dos anos 1990 da extinta CICA (adquirida pela Unilever em 1993), a maionese Gourmet saiu de cena em outra ocasião, no ano de 2004, tendo voltado pelas mãos da Cargill posteriormente, ficando em linha até final de 2016, onde então, após o final do licenciamento, ela que havia desaparecido sem deixar notícias, surpreendentemente é relançada sob a chancela da própria Unilever, que mais uma vez não levou notícia do fato.

Aparentemente a maionese Gourmet retorna ao mercado para assumir a posição anteriormente ocupada pela Hellmann's, que se elevou de categoria, passando a fazer frente a marca americana Heinz e outras marcas importadas que passaram a se destacar no mercado brasileiro.


Matéria: Dimithri Vargas
    

Nenhum comentário