Governo Federal entrega mais 8,7 quilômetros duplicados da BR-116/RS

Com outros 83,7 quilômetros liberados desde agosto do ano passado, são 92,4 quilômetros já abertos ao tráfego.


O Governo Federal liberou nesta sexta-feira (31), mais 8,7 quilômetros de pista duplicada da BR-116/RS, nos municípios de Sentinela do Sul e Tapes. Outros 83,7 quilômetros já foram abertos ao tráfego desde agosto do ano passado.

"A BR-116/RS foi encarada como prioridade no governo do presidente Jair Bolsonaro. Até 2019, não havia um quilômetro sequer entregue, e o MInfra, por meio do DNIT, entregou 49 quilômetros somente no ano passado. Agora, com essa entrega chegamos a quase 93 quilômetros de rodovia duplicada", afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.

A duplicação da BR-116/RS, entre Guaíba e Pelotas, possui 211,2 quilômetros e está dividida em nove lotes construtivos. O trecho, localizado entre o km 351 e km 360, integra o lote 3 do empreendimento e será o sexto segmento a entrar em operação em 2020. A expectativa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) é concluir toda a duplicação até o final de 2021.

"As obras de duplicação da BR-116/RS têm grande importância, pois a rodovia é a principal via de acesso ao Sul do Estado e ao Porto de Rio Grande, sendo considerada corredor de escoamento de produção entre o Brasil e o Mercosul", destacou o diretor-geral do DNIT, general Santos Filho.

A obra beneficia diretamente 12 municípios da região Sul do Estado e já há trechos em operação nas cidades de Pelotas, São Lourenço do Sul, Camaquã, Turuçu, Cristal, Barra do Ribeiro, Tapes e Sentinela do Sul.

O projeto de duplicação vai além da implantação de uma nova pista. Os usuários da rodovia passarão a contar também com melhorias como travessias urbanas, ruas laterais, retornos operacionais, viadutos, passarelas e pontes. Com todas essas intervenções, a obra trará mais segurança, conforto e organização ao tráfego das cidades do seu entorno.


Matéria: AESCOM MInfra
*Com informações da Coordenação-Geral de Comunicação Social (DNIT)
Imagem: DNIT
 

Nenhum comentário