Após arrecadar US$ 3,3 bi, Baufaker inicia processo de restabelecimento da antiga Itapemirim Transportes Aéreos - companhia aérea terá novo nome

Após arrecadar fundos junto a investidores estrangeiros, banco brasileiro de investimentos reinicia trajetória da companhia.

Após comunicado ao mercado sobre a venda da companhia, oficializa-se o reinício das operações da ITA - Itapemirim Transportes Aéreos, que deverá ganhar novo nome, e cinco aviões até o final do terceiro semestre deste ano. Uma leva de quatro aeronaves se somará a unidade que já está aqui, devendo todas serem mais novas que as sete aeronaves devolvidas.

O processo de recertificação da companhia foi aberto junto a ANAC, e para isto, a companhia repatriou um Airbus A320, que estava com ordem de exportação, mas alocado em São José dos Campos/SP. Pedidos de registro de matrícula das aeronaves devem ser encaminhados até o final deste mês.

Segundo Adalberto Bogsan, que continuará no posto de CEO da nova companhia, do montante de US$ 3,3 bilhões, a companhia de alocar cerca de 50% a 60% para a reestruturação da operacional e técnica (até mesmo pagamento de dívidas), desde infraestrutura até a contratação de tripulantes e serviços de solo, incluindo a compra de horas de simulador. 35% será investido na operação das novas aeronaves, que devem ganhar padrão de conforto superior ao das atuais companhias aéreas, ostentaando 174 assentos, divididos em duas opções de conforto, e um serviço de bordo com qualidade superior a média do mercado. As tarifas serão até 10% mais baixas que a média do mercado, nesta fase inicial de relançamento da companhia.

Estuda-se a possibilidade da nova companhia abrir um concurso para a escolha do novo nome de suas novas operações.


Matéria: Dimithri Vargas
Imagem: Gustavo Aguiar

    

Nenhum comentário

As matérias apresentadas abaixo são fornecidas por DINO - Divulgador de Notícias.