Com menos de 30% do eleitorado colombiano, esquerdista Gustavo Petro é eleito Presidente da Colômbia

O índice de abstenção foi o grande vencedor da eleição, com 41,91% dos eleitores deixando de comparecer as urnas.

O político de extrema esquerda, oriundo do movimento rebelde M19, Gustavo Petro foi eleito Presidente da Colômbia neste último domingo (19), com apenas 28,79% dos votos, contra o independente Rodolfo Hernández, que teve 26,31% dos votos, numa eleição marcada pelo alto índice de abstenção, que chegou a 41,91% do eleitorado e 2,99% de votos nulos, perfazendo um total de 44,9% dos eleitores que optaram por nenhum dos candidatos, numa bem sucedida campanha promovida pelos esquerdistas em prol da abstenção para favorecer seu candidato nas eleições colombianas.

A primeira medida anunciada pelo novo Presidente da Colômbia foi exigir a libertação de rebeldes, presos por atos de terrorismo, numa flagrante ação contra o judiciário colombiano, mostrando o caráter político que será empregado em seu governo.

A omissão da população levou este cenário catastrófico a Colômbia. É evidente que devemos lutar contra estas artimanhas no cenário eleitoral brasileiro, algo que é fomentado pela grande mídia, ávida pelos recursos públicos oriundos do patrocínio estatal promovido pelos governos de esquerda, afins de silenciá-los ante seus atos controversos.

Em 2022, vote consciente, e acima de tudo, não deixe de votar! Escolha o melhor caminho para o país!


Opinião: Dimithri Vargas
Imagem: Wikimedia





 


Nenhum comentário

As matérias apresentadas abaixo são fornecidas por DINO - Divulgador de Notícias.