Medidas de estímulo a economia do Governo Bolsonaro reduzem taxa de desemprego a 9,4% no Brasil

Política econômica e programas de manutenção do emprego ajudam o país a sair da crise.

Apesar da pandemia, da Guerra entre Rússia e Ucrânia, o Brasil mostra sua força e tem muito a comemorar, com a redução significativa da taxa de desemprego apontada pelo IPEA, que chegou a 9,4% em Abril e segue caindo, mostrando retomada do mercado brasileiro, graças as medidas aplicadas pelo Presidente Jair Bolsonaro e sua equipe econômica capitaneada pelo Ministro da Economia Paulo Guedes, que ajudaram a preservar empregos, salvar empresas e por fim, estimularam todos os setores, que, apesar da crise global e recessão, voltou a contratar em massa, revertendo um cenário negativo que se arrastava desde a crise de 2015 e que se agravou durante a pandemia.

Segundo dados do IPEA, ao total são 97,8 milhões de brasileiros trabalhando, um recorde histórico no país.

"Após anos consertando o estrago causado pelo maior esquema da história do país protagonizado pelo governo do PT, o desemprego ficou abaixo de dois dígitos pela 1ª vez. O que conseguiram destruir em tempos normais, o Brasil está recuperando em meio a uma guerra e uma pandemia!" - escreveu o Presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais.

O Ministro da Economia Paulo Guedes destacou que as medidas e ações tomadas pelo Presidente da República, juntamente com todos os ministérios, com o intuito de proteger empregos e empresas do cenário devastador causado pelo "fecha tudo" durante o auge da pandemia, contiveram os danos econômicos e sociais e ajudaram a resgatar o país do caos em que vivia desde 2013.

Em suma, é inegável que o Brasil está dando certo, e sabendo lidar melhor com a crise do que as demais economias do mundo, apesar do pessimismo da grande mídia.


Matéria: Dimithri Vargas
Imagens: Freepik e Agência Brasil

Nenhum comentário

As matérias apresentadas abaixo são fornecidas por DINO - Divulgador de Notícias.